Bem-vindo ao Altruísmo na Net! Este blog foi criado, com toda humildade e apesar das minhas limitações humanas, para dar mensagens positivas e aconselhamentos. Para entender melhor esta ideia e saber quem sou eu, clique aqui.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Receita de Ano Novo

Este poema, lindo e certo, resume todo meu desejo a vocês, amigos blogueiros, offline, facebookeiros, amigos de fé, de vida...

Feliz 2012 a todos!

video

sábado, 10 de dezembro de 2011

Felicidade conquistada

Do mesmo autor do post anterior:

"A vitória sobre as dificuldades é a grande descoberta do homem a respeito de si mesmo. A felicidade não foi prometida ao homem como dádiva. Ela é, essencialmente, uma conquista. Mas, para se chegar a ela é necessário lutar, transpor muitos obstáculos, ser obstinado, ter paciência. Esperar. A felicidade é como uma obra de artesanato: fio por fio, fibra por fibra. Ela não nasce feita, ela se faz, minuto a minuto na prática do Bem, na paz da consciência. Mas, quando ela chega, é para ficar, é sua, definitivamente sua."

Ju Tolêdo, em um dia muito feliz.

Prá terminar, um vídeo da hora. Bjo pra quem é de bjo. Abraço pra quem é de abraço.

video

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Ser otimista

Em meio à tempestade abri meu livro de console (pois tenho livros no criado-mudo, no carro, na bolsa...) e li a seguinte mensagem:

"Seja otimista
J.S.Nobre

Seja sempre otimista. Olhe as coisas ao seu redor, como colocadas por Deus para o seu bem, sua saúde e sua felicidade. Nada de medo. Nada de pensamentos negativos. Afinal, de quem você é filho? Do bem ou do mal? Você é filho de Deus; portanto, em você a substância que existe é a do bem. E, lembre-se de que é do bem infinito, contra o qual nenhuma força negativa avança, nem alcança. Você está todo envolto no manto da proteção divina. Confie!"

E foi isso que eu fiz!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Poderosa oração

Para proteger-nos de todo mal e acompanhar-nos em nossos caminhos:

video

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Parcerias

Texto retirado do site Gotas de Paz - Mensagens edificantes

Ninguém vive sozinho. O ser humano é em essência um ser social. Na verdade ele aprende em grupo e cresce sozinho. Por isso é tão importante a convivência. Os outros funcionam muitas vezes como espelho. Inconscientemente enxergamos nos outros o que temos em nós. Isso não é novidade. O que podemos fazer com relação a isso é analisar as nossas reações e aceitar  que temos defeitos, que precisamos trabalhá-los e efetivamente colocar isso em prática. A auto aceitação é importante para que possamos mudar sem radicalismo ou grandes sofrimentos. Passo a passo, dia a dia podemos nas pequenas coisas ir fazendo ajustes, pequenos esforços que trarão grandes resultados no futuro. Quando estamos bem fazemos melhores parcerias porque temos mais a compartilhar com aqueles que estão conosco, por isso o exercício do auto amor, do auto conhecimento são tão importantes e nos fortalecem para cada dia da nossa jornada. Nunca deixemos de ter como guia os exemplos do Mestre que foi todo AMOR. O amor se expressa de dentro para fora, então para irradiá-lo precisamos tê-lo no nosso coração. Vamos irradiar o nosso verdadeiro Amor nas nossas relações.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Que tipo de sujeito você é?


Da língua portuguesa: sujeito ativo é quem executa a ação; sujeito passivo sofre a ação. 

A passividade defendida com a bandeira da paz não significa inércia. Muitas conquistas de paz foram conseguidas com combates. Combater o bom combate, não é isso?

Hoje eu acordei pensando: como eu tenho lutado pelos meus desejos? O que mexe com minhas entranhas? O que me faz sentir mais digna, feliz, bela (no sentido mais amplo da palavra), viva e filha de Deus, merecedora de felicidade? O que eu tenho feito para me sentir assim?

Pela lei de causa e efeito não posso, por exemplo, ter dinheiro se não trabalhar, ganhar na sena, assaltar um banco... Preciso de uma ação que gere uma reação. Mas tenho que agir e saber que esta ação requer outras e levará a várias conseqüências: acordar cedo para trabalhar, investir em jogo de probabilidade baixa ou viver fugindo. Meu irmão sempre me fala que “todo mundo quer ir para o céu, mas ninguém quer morrer.”

E um pensamento ainda mais cartesiano me recai: estou sendo um sujeito passivo? Já que “as coisas” não estão dando certo, quem são os norteadores das minhas coisas? Porque se não fui eu quem jogou areia no meu angu, com certeza deixei alguém jogar. E agora é hora de ir atrás, estudar os erros, consertar a situação. A ideia é agir diferente para obter um resultado diferente. Mesmo que não seja o ideal, mas não será reafirmação da inércia.

Como um rio. Sempre para a frente. Sem medo do mar.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A fábula do porco-espinho


*Recebi este email do meu pai. Diante de tantos percalços, que inclusive me fizeram ficar tanto tempo sem postar, esta foi uma oportunidade para meditação.

A fábula do porco-espinho

Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio.

Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor. Por isso decidiram se afastar uns dos outros e voltaram a morrer congelados. Então notaram que precisavam fazer uma escolha: ou desapareceriam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros. Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos.

Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro. E assim sobreviveram.

Moral da estória:

O melhor do relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, e admirar suas qualidades.

sábado, 25 de junho de 2011

Amor pra recomeçar...

Uma música renovadora, baseada no poema "Desejo", de Victor Hugo.
Desejo a todos que, cansados ou não, tenham sempre amor pra recomeçar. A começar do amor-próprio.

video

domingo, 12 de junho de 2011

Nossa vida é definida pelo medo ou pelo amor

Feliz Dia dos Namorados aos amantes e amados. Esses votos incluem todos os enamorados de si mesmos, ainda que não estejam acompanhados neste momento.

Uma homenagem a todos que tem coragem de amar:

video


Sugestão de leitura: Manual da Paquera - O Caminho para o Amor, a Amizade e o Sucesso

segunda-feira, 6 de junho de 2011

De Jujuvas para Dani

Todo os dias morre um monte de gente. E nós sabemos que isso faz parte do ciclo. Então aceitamos e seguimos como se nada tivesse acontecido.

Quando morre alguém próximo sentimos algo diferente, porque a convivência e o costume com a pessoa nos faz estranhar.

Quando se vai um parente, que pode ser um amor aprendido com a convivência, dói.

Mas... e quando morre um amigo? Como se separar de alguém que te escolheu, e que você escolheu para estar com você?

Procurei poesias para te homenagear, Dani, mas não encontrei nada. Nada que represente você, que é tão particular, tão única. Todos na academia já me ouviram eu dizer: "Eu malho aqui só por causa da Dani!". Você era meu bom dia especial. Um dos primeiros, diariamente. E como me fazia rir com suas ratas... Eu me permitia chegar atrasada no trabalho só para trocar confidências logo cedo... Como vibrávamos a cada quilo que eu perdia! Uma vez você teve a capacidade de tirar uma foto com o celular, de outra foto antiga minha, só pra eu ver como já tinha sido magra. Figura... Você, que achava minha família sempre linda, tinha entregue todos os beijos que mandava para meus pais. Você me abraçava forte e me acariciava com suas longas unhas, dizendo: "Jujuvas!"  

Ninguém, Dani, me chama de Jujuvas. Só você.

Neste ano que esteve fora, todos os dias que eu chegava na academia sentia que faltava algo: seus gritos de "Bom dia!", maluca... E pensava: "É temporário..Um dia ela volta." E nesse meio tempo tentei te fazer companhia, nas nossas fugas estratégicas para lanchar e ver a rua, simplesmente; nas visitas; no shampoo de bebê que me pediu quando seus cabelos nasceram, tão fininhos... nas tentativas diárias de conseguir sangue, plaquetas, doadores, medula...

Mas não deu tempo, amiga linda... Não deu tempo... Mas eu sei que, de onde estiver, terá conhecimento de minhas palavras de amor para você.

Um agradecimento especial a todos que te ajudaram, que doaram, oraram, participaram, perguntaram sobre nossa Dani. Fique bem, minha amiga! Tenho certeza que, com toda luz que emanas, teu lugar agora é de paz.

Com amor. Sempre.

Jujuvas

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Atitudes que drenam nossa energia - 3a. parte

7. Viver a vida do outro
Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do  outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.


Minha história: fiz isso várias vezes. Depois que parei, minha vida literalmente mudou. No início a sensação é de ficar sem chão, mas depois você percebe que a sua própria vida precisa de muitos cuidados, e que o que não vai faltar são motivos para que você preste atenção em si mesmo.

8. Bagunça e projetos inacabados
A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional.. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro 'escape' de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe 'diz' inconscientemente: 'você não me terminou! Você não me terminou!' Isso gasta uma energia tremenda. Ou  você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da terminação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

Minha história: isso eu faço sempre. Defendo a ideia. Limpo, arrumo, dou sapatos e roupas. Tiro um dia para limpar a caixa de e-mails e coisas do tipo. No trabalho eu anoto o que está pendente, vou gerenciando o tempo e tento (nem sempre dá certo) terminar tudo que precisa ser terminado. Detalhe: nem tudo precisa ser terminado. Certas coisas devem ser descartadas.

9. Afastamento da natureza
A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

Minha história: nesse item deixo a desejar. Às vezes vou ao parque. Mas quero investir em viagens do tipo. Tenho certeza que vou adorar.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Atitudes que drenam nossa energia - 2a. parte

4. Fugir do presente
As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: 'bons tempos aqueles!', costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

Minha história: o presente é mesmo uma dádiva. Nem sempre é simples para uma pessoa ansiosa como eu, não pensar no futuro. Mas estou melhorando.Todas as sugestões meditativas, contemplativas, de diversão e leitura sugeridas aqui no blog fazem parte od meu dia-a-dia para melhorar meus focos na vida e jogar fora os lixos que entulham minha mente.

5. Falta de perdão
Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas... Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica 'energeticamente obeso', carregando fardos passados. 

Minha história: não acho fácil perdoar sempre. Algumas coisas me soam mais simples, outras nem tanto. Mas eu tento unir esta e a atitude anterior, de não viver no passado, e esquecer. Funciona. Não veja graça em ficar presa ao que já era. Meu foco está no que me faz viva.
 

6. Mentira pessoal
Todos mentem ao longo da vida, mas, para sustentar as mentiras, muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual.  Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

Minha história: eu brinco que não minto porque depois não lembro o que eu disse e não consigo sustentar a mentira. Mas por trás da brincadeira, está a verdadeira justificativa de ter que gastar esforços a mais do que eu gostaria, desviando o foco dos meus verdadeiros interesses. Energeticamente a mentira me incomoda.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Doação de Medula Óssea

Hoje venho falar de um assunto muito importante: doação de medula óssea. Sou cadastrada no banco há uns 5 anos. Agora vejo como esse é um cadastro importante, porque minha linda amiga "Daniessa Castro Oliveira", 27 anos, está com Linfoma tipo T não Hodgkins. Já fez quimio e autotransplante de medula, mas infelizmente a doença voltou. Agora, fazendo uma quimio ainda mais agressiva, ela continua firme e forte na luta pela vida. Como nenhum de seus parentes é compatível para um novo transplante, ela procura alguém do banco que possa salvá-la.

Estamos pedindo para que as pessoas se cadastrem. O cadastro é nacional e o teste é muito simples. É como um exame de sangue comum.

Para saber um pouco mais sobre o teste:
1. Você precisa ter entre 18 e 55 anos de idade e estar em bom estado geral de saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante).

2. Onde e quando doar
É possível se cadastrar como doador voluntário de medula óssea nos Hemocentros nos estados.

No Rio de Janeiro, além do Hemorio, o INCA também faz a coleta de sangue e o cadastramento de doadores voluntários de medula óssea de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 14h30, e aos sábados, de 8h às 12h. Não é necessário agendamento. Para mais informações, ligue para (21) 2506-6064.

Em Goiânia haverá uma campanha no salão da Igreja Rosa Mística, Av. T-10, no sábado (21), das 10 às 18h.

3. Como é feita a doação
Será retirada por sua veia uma pequena quantidade de sangue (5ml) e preenchida uma ficha com informações pessoais.

Seu sangue será tipificado por exame de histocompatibilidade (HLA), que é um teste de laboratório para identificar suas características genéticas que podem influenciar no transplante. Seu tipo de HLA será incluído no cadastro.

Seus dados serão cruzados com os dos pacientes que precisam de transplante de medula óssea constantemente. Se você for compatível com algum paciente, outros exames de sangue serão necessários.
Se a compatibilidade for confirmada, você será consultado para confirmar que deseja realizar a doação. Seu atual estado de saúde será avaliado.

A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, e requer internação por um mínimo de 24 horas. Nos primeiros três dias após a doação pode haver desconforto localizado, de leve a moderado, que pode ser amenizado com o uso de analgésicos e medidas simples. Normalmente, os doadores retornam às suas atividades habituais depois da primeira semana.

Se quiser saber mais, veja as Perguntas e Respostas sobre Transplante de Medula Óssea elaboradas pelo INCA.

Salve uma vida! Qualquer um de nós pode precisar um dia!


Quem quiser doar sangue para a Dani é só ir até a clínica onde ela está internada. Para quem é de Goiânia, fica na rua do Cateretê do Setor Bueno, quase em frente à Búfalo's: Centro de Medicina Transfusional Honcord, na Rua T-53 c/ T-35, no. 2009, Setor Bueno. O telefone é 3239-6644/ 3239-6600.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Atitudes que drenam nossa energia - 1a. parte

Há tempos recebi da querida Marlice Marques um e-mail com "9 atitudes que drenam nossa energia" que guardei para postar aqui. Chegada a hora, aqui está:

1. Pensamentos obsessivos
Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos, mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas. 

Minha história: dominar pensamentos não é simples. Mas um dos princípios budistas para combater pensamentos e comportamentos maus é trabalhar os bons. É uma espécie de meditação. Assim, uno esta prática com os princípios da Lei da Atração e assim vou construindo meu presente. E lembre-se: remoer não resolve. Ou você foca na solução ou esquece o problema. Focar no problema só piora as coisas.

2. Sentimentos tóxicos
Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos. 

Minha história: esse item nem preciso comentar! Pra mim é muito óbvia a importância de eliminar sentimentos destrutivos. Respire fundo, foque em coisas boas... Cada um do seu jeito deve eliminar estes sentimentos que adoecem, inclusive fisicamente. A psicofisiologia tem relacionado doenças cardiovasculares, cânceres e outras doenças crônicas a sentimentos negativos acumulados ao longo da vida.

3. Maus hábitos
Falta de cuidado com o corpo: descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética. 

Minha história: musculação, alimentação adequada, aulas de samba de gafieira, soltinho, zouk, forró e bolero, sair com os amigos, namorar, estar com a família, ouvir música e amar o meu trabalho são minha rotina. Está bom, não é?

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Sugestão de leitura

Recebi da minha querida amiga blogueira Francielle Felipe a sugestão de leitura:


Ainda não o li, mas confio plenamente nas sugestões da Fran. Leiam e me digam se gostaram. 

Bjim.


quarta-feira, 27 de abril de 2011

Máscaras de oxigênio cairão sobre suas cabeças

Vira e mexe eu me refaço. A cada entrada na "roda viva" eu me volto para meus amigos e meus prazeres. Hoje estou particularmente triste, porque dois grandes amigos estão doentes. Bastante doentes. Isso me faz pensar em duas coisas importantes.


Cerveja com o amigo lindo, Glauko

A primeira é que tenho muitos amigos e familiares sãos, e devo curtir cada um deles. Sou daquelas que se contorce para ver os sobrinhos dançar quadrilha às 16h, numa bruta terça-feira. Nem sempre dá. Mas acho cada oportunidade dessa uma das coisas mais ricas que posso viver com quem gosto.


Quadrilha da Amanda, minha sobrinha lindona

A segunda coisa que me vem à mente é a percepção de como é importante me cuidar. Cuidar do meu "ser feliz." Começo o meu dia malhando: cuidando da mente, do corpo, respirando fundo, alongando... Só depois eu vou para o trabalho. De vez em quando fujo para colocar minha máscara de oxigênio: viajo, antecipo o happy hour, faço aulas de dança, ouço minha música predileta (dançando na sala, rsrs)... Depois, revigorada, consigo colocar as máscaras de oxigênio na empresa, nos amigos, nos familiares... na vida!


Essa eu mesma tirei, no Vaca Brava, domingo cedo


Ter tempo para si é fundamental. Organize o seu.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Filosofando...

Ganhei um livro muito legal da minha amiga Sheyla Andreola: "O que as mulheres francesas sabem sobre amor, sexo e atração". Inusitado? Nem tanto... Mas temática à parte, quero partilhar com vocês as palavras do fundador da filosofia moderna, René Descartes, citadas na abertura da obra: 

"É bom saber algo sobre os costumes dos outros povos para julgar com mais critério os nossos próprios, e para que não pensemos que tudo o que é diferente à nossa própria maneira de viver é ridículo e contrário à razão, como têm o hábito de fazer aqueles que não enxergam nada."

Minha história:

Conversando sobre religiões com meu amigo Fabricio Fiaccadori (esse gato aí do lado!), ouvi a opinião dele sobre o assunto. Dei a minha. As opiniões são o que menos importa. O legal foi que ouvimos e aprendemos um com o outro. E ele me disse algo que eu gostei demais. Ele considera que minhas buscas e leituras sobre as religiões são uma busca humanística, e não uma busca por fé. Esta eu já tenho. Essa opinião foi muito legal de se ouvir, porque a minha ideia é mesmo essa: tentar entender. Uma das minhas principais ferramentas para isso é a leitura. Aí do lado tem minhas lista de livros. Exceto "Os 7 Hábitos das pessoas altamente eficazes", sobre o qual eu só vi uma palestra, todos os livros e e-books sugeridos no blog eu já li ou estou lendo. Evidentemente, prestar atenção nas pessoas e ouvir o que elas têm a dizer é fundamental. Tudo isso melhora minha tolerância. É um exercício diário que me deixa mais leve e feliz.

sábado, 2 de abril de 2011

(Re)Descobrindo prazeres

Quem me conhece ou passeou pelo blog, sabe que eu amo música.Também gosto muito de fazer exercícios. Eles me ajudam a cuidar do corpo, da mente e da alma. Além disso, posso socializar-me cada vez mais.

E não é que descobri uma forma antiga, porém nova para mim, de unir estes prazeres? Dei um empurrão no preconceito (confesso achava que era coisa de gente idosa e sozinha!), um tapa na vergonha, um chute na preguiça e comecei a fazer aulas de dança!

Comecei com samba de gafieira, meu ritmo predileto. Eu que amo o Rio de Janeiro, estou mais perto dele dançando samba. Mas também estou fazendo bolero, forró e, em breve, soltinho. Quero dançar por toda a vida. É diversão garantida! Endorfina na veia...

A dança promove todos os benefícios para o corpo e a mente que os demais exercícios. Mas além disso, me faz sentir mais leve, mais à vontade com meus erros, com o empenho em aprender, com minha sensualidade, comigo mesma. E estou impressionada como ela é democrática: não importa sexo, tipo físico, idade ou qualquer outra variável. Todos podem dançar.

Escolhi a escola Jaime Arôxa, onde estou aprendendo a ser mais feliz com uma equipe super competente, bem como conhecendo pessoas muito legais!

Obs.: continuo na academia. Não largo de jeito nenhum!!!

Um sambinha para vocês:

video

quarta-feira, 23 de março de 2011

Sete dicas para aumentar a prosperidade em 2011 - 7a. parte

"7a. dica: Pare imediatamente de associar o dinheiro a pensamentos e sentimentos ruins! Sempre que você o associa a pensamentos e sentimentos negativos  (dinheiro é sujo, é o mal da humanidade, corrompe as pessoas e etc...) você dará uma jeito, inconscientemente, de se sabotar para não ter algo que pode ser tão nocivo. Dinheiro é uma ótima ferramenta, ame-o por tudo o que ele pode proporcionar na sua vida e na vida de outras pessoas. Claro que existem pessoas que fazem uso do dinheiro para causar sofrimento. Mas você pode escolher um caminho diferente: ganhar mais e mais para proporcionar bem estar e conforto para você, sua família e para quem mais você quiser." (André Lima)

Minha história:

Esta dica tem toda relação com a 4a. dica (ser um bom recebedor). Se dinheiro fosse ruim, ninguém corria atrás dele. O problema é o uso que se faz dele. Até os remédios, se usados de maneira errada, em doses exageradas, tornam-se venenos.

O autor disponibiliza um e-book sobre prosperidade aqui. Que todos tenham um 2011 cheio de prosperidade!

segunda-feira, 14 de março de 2011

Sete dicas para aumentar a prosperidade em 2011 - 6a. parte

"6a. dica: Faça uma lista de gratidão. Conforme visto no item anterior, se sentir feliz é uma ótima forma de atrair abundância. Sendo assim, faça uma lista de todas as coisas que você sente grato em ter. Olhe as coisas que você tem. Mesmo que não tenha tudo que deseja, você tem várias coisas e deve se sentir grato por isso. Você está lendo esse texto, provavelmente no seu computador, embaixo de um teto (seja próprio, alugado ou emprestado)! Comece a prestar atenção em tudo: roupas, sapatos, escova de dentes, papel, lápis, eletrodomésticos... Não importa se ganhou, se você comprou ou se alguém lhe emprestou. O fato é que você usufrui de muitas coisas. Pare de focar no que você não tem, e faça uma lista para se sentir grato pelo que você tem. Leia a lista todos os dias antes de dormir e procure realmente sentir a sensação da gratidão surgindo. Alimente este sentimento. Se conseguir se sentir grato durante o dia em outros momentos, melhor ainda. Você estará contribuindo e muito para gerar mais e mais prosperidade. Essa vibração irá atrair mais situações pelas quais você se sentirá grato." (André Lima)

Minha história:

Tenho minha lista do que quero (essa me ajuda a ter foco mas piora minha ansiedade...) e a do que conquistei. Não a leio diariamente, mas toda vez que a leio minha ansiedade diminui e sinto-me mais realizada. Funciona mesmo. Sei que sou uma felizarda. 10% da população brasileira tem curso superior, por exemplo. E aqui cabem centenas de estatísticas que me deixam mais confortável, o que não significa resignação. Apenas gratidão e um pouco mais de tranquilidade. Tenho dois computadores meus; tenho as roupas e sapatos que preciso. Precisar não é o mesmo que querer, e saber diferenciar estes dois sentimentos ajuda a colocarmos os pés no chão e não fazer dos bens materiais um fim em si.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Sete dicas para aumentar a prosperidade em 2011 - 5a. parte

"5a. dica: Liberte-se do desespero por ter mais. A vibração da necessidade, a ansiedade por mais, é uma vibração de escassez. E pela lei da atração, atraímos aquilo que vibramos e não aquilo que dizemos querer da boca para fora. Se você vibra necessidade e ansiedade, atrairá mais situações para se sentir ansioso e necessitado. Sendo assim, sinta-se pleno e grato com o que você tem agora. Sei que é difícil muitas vezes se libertar desses sentimentos. Você poderá usar a *EFT para lhe ajudar a chegar nesse estado. Quanto mais felizes formos no agora, mais atrairemos a prosperidade." (André Lima)

Minha história:

Sou grata pelo que tenho. Isso sou. Ainda estou aprendendo a ser plena. Isso não sou. Dominar a ansiedade é uma questão cíclica em minha vida. Às vezes consigo, às vezes não. Por mais que eu acredite piamente na Lei da Atração, ainda não consigo exercê-la plenamente na minha vida. Talvez seja o descompasso, de ter em uma área e não ter em outra, que me deixa ansiosa. Mas busco o equilíbrio, e isso sei que é um bom (re)começo diário.

*EFT - Emotional Freedom Techniques - É a auto-acupuntura emocional sem agulhas. Ensina a desbloquear a energia estagnada nos meridianos, de forma fácil, rápida e extremamente eficaz, proporcionando a cura para questões físicas emocionais. Você mesmo pode se auto-aplicar o método. Para receber manual gratuito da técnica e já começar a se beneficiar, acesse: http://www.eftbr.com.br/ e solicite o seu manual. Veja também sobre cursos, atendimentos terapêuticos online e muito mais.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Sete dicas para aumentar a prosperidade em 2011 - 4a. parte

"4a. dica: Seja um bom recebedor. Sinta-se merecedor de uma vida próspera e abundante.  Existe mais do que o suficiente para todos e você é também um ser humano digno que merece tudo de bom. Algumas pessoas são ótimas doadoras e conseguirão executar a dica do item 3 (doar 10%) com facilidade, mas são péssimas recebedoras e bloqueiam totalmente a entrada da prosperidade. Se sabotam, deixam para outras pessoas, perdem oportunidades, ficam cegas... Permita-se ter mais e se sentir bem com isso. Se você deseja o bem e a prosperidade para todo mundo, e acha que isso é algo espiritualmente saudável, que tal se incluir nesse "todo mundo"? Se sentir merecedor é ter amor-próprio, é ter auto-estima." (André Lima)
Minha história:

Às vezes penso que nossa educação, típica de cristãos ocidentais, nos leva a pensar, com frequência, que somos menos merecedores. Ouvimos muito que somos pecadores e que temos que perdoar os outros. Porém, ouvimos pouco que devemos nos perdoar ao invés de nos flagelar. Interpretamos o "Amar ao próximo como a ti mesmo" sem pensar como temos nos amado. De vez em quando eu me saboto. A linha entre o egoísmo e a busca da prosperidade parece tão tênue... Mas sempre revejo os meus esforços e como eles podem afetar positivamente os que me rodeiam, e me permito buscar os meus objetivos. Sou filha de Deus, e como todos, mereço ser feliz. Dica: psicoterapia ajuda. E muito.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Sete dicas para aumentar a prosperidade em 2011 - 3a. parte

"3a. dica: Doe 10% ou mais de tudo que você ganhar. A prática da doação é um poderoso gerador de prosperidade. A doação purifica a negatividade e isso diminui perdas e prejuízos e ajuda a atrair mais oportunidade de se ganhar. Além disso, quando doamos estamos enviando uma vibração de prosperidade, de que temos mais do que o suficiente e por isso podemos doar. Essa vibração atrairá mais situações para que você prospere. Não espere ter mais para doar. Doe agora e verá a sua prosperidade aumentar. Escolha causas que você considera com sendo boas, que trazem crescimento para o seres humanos pra fazer a sua doação: instituições beneficentes, ONGs, filosofias espiritualistas, religiões, projetos nos quais você acredita, e etc." (André Lima)

Minha história:
Eu faço doações para creches, mas de maneira aleatória. Roupas eu doo para pessoas que moram em fazendas, trabalhadores braçais. Acessórios para asilos (as idosas amam uns badulaques!). Meu tempo eu doo aqui no blog, para ajudar quem precisa de boas leituras. Mas nenhum destes atos está regular. Preciso melhorar isso. Sempre que doo, sinto-me bem. E, de fato, ganho mais.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Sete dicas para aumentar a prosperidade em 2011 - 2a. parte

"2a. dica: Desenvolva a visão de que o mundo é abundante, com infinitas possibilidades de prosperar para todos os seres humanos. Existe mais do que o suficiente para que todos os habitantes do planeta tenham uma vida abundante. Quando começamos a pensar dessa forma, nos libertamos da culpa em prosperar pois entendemos que tem pra todo mundo e que é possível que todos acessem a abundância (mesmo que muitos ainda não tenham conseguido). Além disso, nossa mente começará a enxergar oportunidades de prosperar em todos os lugares. Quando comecei a mudar minha forma de pensar, comecei a enxergar em todo problema, oportunidades de ajudar as pessoas e prosperar com isso. É incrível como uma mudança mental nos faz enxergar coisas que antes não víamos. Onde há problemas, insatisfações, reclamações há oportunidades de se criar bens e serviços para solucioná-las." (André Lima)

Minha história:
Em sentido horário, todas nutricionistas: Laila, minha ex-estagiária e funcionária, Walessa, que também foi minha estagiária, Patrícia, minha amiga, eu, e mais três ex-estagiárias, Sarah, Renata e Danielle.
Aprendemos desde pequenos que a riqueza é "pecado". Para mim o erro está em apegar-se ao dinheiro, fazer mal uso dele e não medir as consequências para obtê-lo. E acredito que, melhor que nivelar-se com quem não vive na abundância, é ajudá-lo a crescer e atingir a abundância também. Assim, todos que me rodeiam recebem de mim as ideias sobre oportunidades que enxergo. E assim, a cada dia, vejo mais oportunidades. Vejo, de fato, coisas que antes eu não via. É muito comum que outros colegas de trabalho, estagiários ou mesmo familiares, me liguem, marquem encontros, me procurem para perguntar minha opinião ou pedir ajuda sobre a forma como devem desenvolver seus trabalhos. Não "amarro" informações. E assim, uso meus estudos e minha criatividade para auxiliar as pessoas em suas projeções. Todos crescemos juntos.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Sete dicas para aumentar a prosperidade em 2011 - 1a. parte

Tem um site na minha lista aí do lado, o Somos Todos Um, que eu adoro! Lá tem textos inspiradores, confortadores, belíssimos! São escritos por pessoas iluminadas que me ajudam e a milhares de pessoas, compartilhando seus conhecimentos e experiências. Então encontrei um texto bem legal lá, do André Lima, um terapeuta holístico, falando sobre prosperidade. Vou postar estas dicas aqui para vocês, cada uma em um post comentado. Afinal de contas, todos começam o ano com o propósito de prosperar mais que no ano anterior, não é mesmo?

"1a. dica: Assuma total responsabilidade pela sua vida financeira atual e pela mudança. O hábito de reclamar do país, da economia, dos pais, do chefe, da falta de oportunidades, do sócio e etc., coloca você no lugar da vítima. Quanto mais reclamamos, mais atrairemos situações para reclamar e deixamos de captar oportunidades de melhorar. Para de reclamar agora. De forma consciente ou inconsciente, você ajudou e muito a criar a sua situação financeira atual, seja ela boa ou ruim. Não é pra sentir culpa, mas é pra você assumir 100% da responsabilidade pela situação atual (não importa quem ou o que tenha contribuído) e assim você é também 100% responsável por mudar tudo. Dessa forma você sai do vitimismo e pode começar a agir. Não espere as situações mudarem, comece a agir e a coisas vão mudar."(André Lima)

Minha história:
Quem me conhece sabe que tenho duas empresas: Cookie e Nutrição em Foco. E demorei um pouco a me firmar: tive vários empregos e três consultórios. Nunca gostei de ter emprego fixo e assumo os riscos disso. Mas também tenho os benefícios! Tem dia que é muito difícil, mas em outros a liberdade de ir, vir, criar... me relembram porque optei por este estilo de trabalho. Já passei em dois concursos públicos. Do primeiro pedi exoneração e do segundo estou de licença não remunerada. Sou consciente da minha opção, e sei que se quiser mudar de novo, eu posso. Mas não quero. Hoje eu quero continuar assim.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Tragédia no Rio

A tragédia no estado do Rio deixou todo o Brasil triste. Cada vez que vejo tanto barro, água, destroços... fico muito triste. Muito mesmo. É a maior tragédia natural da história do Brasil. Ainda bem que histórias de superação, de sobreviventes de toda a idade, nos ajuda a entender a grandeza da vida e a capacidade de superação do ser humano. Aquela mulher que amarrou a corda ao redor de si, sem saber dar nós, e que conseguiu segurar e atravessar a enxurrada, já idosa; o pai que hidratou o filho com a própria saliva e depois com água dada boca a boca, até que os bombeiros os tirasse de lá (sua esposa e sogra não conseguiram se salvar); o rapaz que ficou 16 horas soterrado e renasceu; a criança que foi arratadas pela enxurrada por quatro quilômetros e sobreviveu. É um sem fim de histórias. Lembrei-me da tragédia no Haiti e o garotinho que saiu dando um show dos escombros. Ainda me chama a atenção a capacidade de esforço coletivo e caridade da população. Todos estão ajudando! E muito! Vamos pegar esta situação para saber que o esforço coletivo faz diferença, e que não precisamos de tragédias para cuidar uns dos outros. Vamos pensar em algo para ajudar o próximo?

Mas por hoje, realmente estou triste.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Merecidas férias!


Quanto tempo! Tirei alguns dias para descansar e acabei ficando um mês sem escrever no blog. Tirei e aproveitei minhas merecidas férias!

Primeiro eu passei um dia no spa com a Patrícia. Foi super legal, e eu não contei aos internos que sou nutricionista, rsrs. Fui para descansar e ver como é, conversei com todos por lá, comi uma lasanha de frango com molho branco e presunto que tinha repolho no lugar da massa. Duas aulas de hidro... Uma delícia!

Eu e Pati no SPA

Depois fizemos o almoço de Natal na minha casa. Com a família toda: pais, irmãos, sobrinhos, cunhados, tios, tias, primos e amigos. Muito legal mesmo! Violão, comida, bebida, presentes... além de conversa e orações. Adorei.

Filhos do clã Tolêdo, em ordem decrescente: Doralice, Dorival, Doroty (mamãe!), Maria das Graças e Mara (minha madrinha)
Netos e bisnetos do clã dos Tolêdo
Glauko, Cerise, eu e Fabricio. Lindos!

Netas e bisnetas do clã dos Tolêdo

Nosso almoço de Natal
E então viajei para São Sebastião, no litoral paulista.
Com a Patrícia e a Amanda visitei várias praias, dentre elas as de Ilha Bela. Passamos o reveillon em Maresias. Eu sou apaixonada no mar!


Reveillon TDB!

Sol, mar e boa companhia: Patrícia e Amanda

Existe uma história que diz que lenhadores fizeram uma competição para saber quem conseguiria cortar mais árvores em um menor tempo. Um cortava incessantemente enquanto o outro parava algumas vezes para afiar seu facão. Este foi o que ganhou a competição, por evidentemente cuidar de seu equipamento. No meu caso, meu equipamento sou eu: meu corpo e minha cabeça. Voltei renovada para viver 2011. E você? Recarregou as baterias?